A memória DDR5 chegará em 2020 e irá oferecer o dobro da velocidade.

1 comentários

A JEDEC Solid State Technology Association, o consórcio de fabricantes e fornecedores de componentes microeletrônicos que entre outras coisas fornece padrões aberto para a produção de memoria RAM, anunciou que o desenvolvimento da especificação DDR5 está no caminho certo e o lançamento dos primeiros produtos está previsto para 2020. Este novo padrão de memoria prente corrigir algumas das deficiencias existentes nos módulos DDR4, que chegaram ao mercado em 2014.

O futuro da memória DDR esta tomando forma desde o ano passado. A intenção da associação JEDEC com o novo padrão DDR5 é oferecer o dobro da velocidade no que diz respeito às memórias DDR4 e uma densidade de dados que também vai dobrar os valores atuais. Em uma linguagem simples, isto quer dizer que será possível introduzir o dobro de GB no mesmo espaço. Engenheiros tem o objetivo de ultrapassar os limites atuais de tamanho superar os atuais 128 GB.

Mais rápido e eficiente, o padrão DDR5 está sendo formulado de olho nos servidores de alto desempenho, onde a Intel também quer posicionar suas memórias profissionais Optane (embora com uma abordagem diferente). Os avanços na eficiência energética e densidade poderia ser também interessante em nichos de mercado, como os laptops e de alto desempenho e os oculos de realidade mista autônomos (Não precisa de um compuator poist em seu interior possui todo hardware necessario para fucionar), onde o tamanho e autonomia são fatores críticos.

De acordo com a associação, especificação DDR5 será publicado em algum momento no próximo ano. Os primeiros módulos comerciais devem ser vendidos em 2020, mas é possível que esta tecnologia não chegue às mãos dos consumidores no ano do lançamento mas sim um ano depois, quando a necessidade de usar módulos de memoria RAM mas rapidas se fará teoricamente necessária graças as tecnologias emergentes como a realidade virtual.

Fonte: JEDEC

Bungie apresenta Destiny 2, disponível para PS4, Xbox One e PC em 08 de setembro.

2 comentários

Depois de confirmar que o jogo estava desenvolvendo, que chegaria este ano, até mostrou o logo e publicou um teaser, finalmente Activision e Bungie apresentou Destiny 2. Entre as principais novidades desta segunda entrega encontramos uma versão para PC que alguns jogadores sentiram falta no primeiro Destiny, somente disponível para PlayStation 4 e Xbox one.

A história de Destiny 2 parte da destruição da última cidade segura da humanidade por uma força invasora liderada por Ghaul, o comandante da Legião Vermelha, que removeu os poderes dos guardiões e fugiram com os sobreviventes. Para contra atacar os jogadores devem embarcar em uma viagem através do sistema solar que os levará a explorar novos mundos e descobrir um arsenal de armas e novas habilidades com as quais fazem frente a Legião Vermelha. O objetivo é unir e recuperar o lugar.
A edição limitada de de Destiny 2 mostra o jogo base, o passe de expansão, conteúdo digital premium, caixa SteelBook da edição limitada e uma caixa de colecionaodr do tema cabal com diversos elementos. A edição de colecionador inclui todo o conteúdo da edição limitada mas uma bolsa da fronteira que pode ser usada como uma mochila ou pasta e um kit da fronteira com um carregador USB de painel solar com luz integrada, paracord (corda de nylon) e um cobertor solar. Também estará disponível uma edição de digital de luxo e uma padrão com ou sem o passe de expansão.

O pase de expansão de Destiny 2 dará acesso a duas expansões ainda sem nome que irá oferecer novas missões, actividades cooperativas, multiplayer competitivo e novas armas, armaduras e equipamentos. A edição padrão do Destiny 2 com o passe de expansão custa R$ 279,9, enquanto a Edição de Colecionador custa US $ 249 nas lojas dos Estados Unidos. A campanha de reservas para a edição PC começará "em breve".

Todos os jogadores que anteciparem a comprar do jogo em qualquer de suas edições receberá um código que garantirá que serão os primeiros a terem acesso ao beta de Destiny 2 que a sera realizado no PlayStation 4, Xbox One e PC no próximo verão. A primeira demonstração do jogo será realizada no dia 18 de maio de 2017, durante um evento ao vivo.


Vídeo de Lançamento de Has-Been Heroes e Snake Pass para PC, PS4, Xbox One e Switch.

0 comentários

Dois conhecidos estudios acabam de lançar nos consoles e computadores com Windows propostas inteiramente novas, tanto no sentido de que eles não se baseiam em qualquer franquia existente e, até certo ponto, na sua abordagem e mecânica. Frozenbyte Entertainment (conhecido principalmente pela série Trine) e Sumo Digital (especialistas títulos de corrida, tais como versões domésticas de Outrun 2 ou Sonic & All-Stars Racing e são colaboradores na serie Forza da Microsoft) e agora entram em território desconhecido, respectivamente com Has-Been Heroes, um jogo de estratégia baseado em turnos e uma mecânica de estratégia em tempo real.

Has-Been Heroes nos permite controlar simultaneamente três personagens em suas "pistas" que possui uma grande número de inimigos com diferentes habilidades. Mapas individuais são gerados processualmente para os 13 "mundos" e inclui também encontros com os comerciantes, lojas feitiços (com mais de 300 disponíveis no jogo), tesouros e outras fontes de habilidades ou equipamentos.
Em Has-Been Heroes as mecánicas de estrategia e rogue-like são aplicadas em uma historia focada em humor e os temas em fantasia. Entre os 12 personagens jogáveis, encontramos uma série de personagens típicos que em um dia salvaram o reino mas hoje fazem tarefas mais simples (mas não menos desafiadora) como escoltar a princesa até a escola.

Sumo Digital lançou o titulo bem "Snake Pass" (jogo da cobrinha do celular nokia), um título bastante evoluído no qual você controla uma cobra e precisa resolver diversos quebra-cabeças que aparecem pelo caminho, os movimentos de Noodle a cobra vegetariana foram desenhados para imitar de forma mais precisa e divertida possível uma cobra real.


Intel lança unidades SSD Optane para acelerar equipamentos com discos rígidos tradicionais.

0 comentários

Na semana passada, a Intel anunciou oficialmente o seu primeiro produto baseado na tecnologia 3D Xpoint com o lançamento das placas profissionais Optane P4800X, um SSD de alto desempenho projetado para ser usado como RAM graças à sua latência muito baixa.
O primeiro SSD Optane acessível diferem em muitos aspectos dos divulgados alguns dias atrás. Na verdade, eles nem sequer foram concebidos como um meio de armazenamento tradicional. Em vez a Intel quer posicioná-los como dispositivos de aceleração, oferecendo 16 ou 32 GB de memória cache para computadores tradicionais com grandes discos rígidos para melhorar o desempenho na hora de carregar aplicações habituais e buscar arquivos.

Estes são os principais dados técnicos das placas:

latência de leitura típica: 6 µs
latência de gravação típica: 16 µs
leitura aleatória (4KB, QD4): 300k
gravação aleatória (4KB, QD4): 70k
leitura sequencial (QD4): 1.200 MB / s
Gravação seqüencial (QD4): 280 MB / s
Resistancia: 100 GB / dia

Estas placas M.2 poderam funcionar com uma ou duas unidades de armazenamento (sempre em sistemas com processadores Intel de sétima geração), tirando maximo proveito de uma memória que apresenta uma latencia pequena e uma taxa de operações por segundo extremamente constante.

Dependendo da capacidade escolhida seu preço será de 44 ou 77 dólares. Seu lançamento nos EUA está prevista para 24 de abril.
Mas adiante a Intel vai lançar produtos Optane de armazenamento para os consumidores comuns. O primeiro SSD convencional 3D XPoint ainda não tem preço ou data de lançamento, mas deve chegar antes do final do ano com um valor previsivelmente alto. Enquanto isso, vários integradores e fabricantes de placas-mãe já anunciaram que vão montar esses cartões M.2 em seus equipamentos.
Fonte: Intel

Dark Souls III põe fim a saga com o trailer de lançamento de The Ringed City.

Bandai Namco mostrou o trailer de lançamento do The Ringed City, a segunda e última expansão que receberá Dark Souls III em 28 de março de 2017. Com este conteúdo termina a trilogia criada por From Software, que muitas vezes manifestou o seu desejo de se concentrar em uma nova e desconhecido propriedade intelectual.

Além do conteúdo que vai concluir a campanha para o jogador de Dark Souls III, The Rigned City também irá expandir o modo multiplayer com dois mapas PvP (Dragon Ruins e Grand Roof) e Undead Match, uma nova opção de emparelhamento. A parte multijogador também estará disponível para aqueles que compraram Ashes of Ariandel (a primeira expansão) individualmente.


The Ringed City está disponível em formato digital para PlayStation 4, Xbox One e Windows PC de forma independente por 14,99 dolares, o mesmo preço que é a primeira expansão Ashes of Ariandel. O passe de temporada que fornece acesso a ambos os conteúdos tem um preço de 24,99 dolares.

Os jogadores que ainda não adquiriram Dark Souls III e querem o jogo completo tem a opção de esperar até 21 de Abril e comprar Dark Souls III: The Fire Fades Edition. Esta edição para PlayStation 4, Xbox One e Windows PC inclui o título original mais as duas expansões por 59,99 dolares no console e 49,99 dolares no PC.

As vendas de Super Mario Run não atenderam às expectativas da Nintendo.

O jogo ganhou recentemente uma versão para Android, Tatsumi Kimishima, presidente da Nintendo, reconheceu e disse a uma jornal Nikkei que o jogo na plataforma iOS "não atendeu às expectativas" da empresa.

O desempenho económico do Super Mario Run esta condicionado por seu modelo de negócio. Normalmente, os jogos móveis são free-to-play e são projetados de modo que os jogadores possam gastar uma quantidade ilimitada de dinheiro, mas a empresa japonesa optou por um pagamento único de 9,99 dolares que destrava todo o conteúdo, sem dar oportunidade de gastar mais.


Depois do Super Mario Run, a Nintendo também lançou para celulares Fire Emblem Heroes, uma adaptação do RPG baseado em turnos que usa o habitual modelo free-to-play. Agora Fire Emblem Heroes está na 45 posição da lista dos jogos mais rentáveis ​​para o Android, enquanto que  Super Mario Run está em 115 segundo GamesIndustry.

Em 31 de janeiro, durante a apresentação dos resultados trimestrais da Nintendo  Kimishima informou que Super Mario Run tinha sido baixado 78 milhões de vezes, e que 5% dos jogadores (alguns 3,9 milhões) tinham comprado o jogo. Graças ao lançamento do jogo a divisão móvel da Nintendo registrou  64 milhões de dolares em receita.


Un portavoz de Nintendo afirma que Fire Emblem Heroes es un “caso aislado”, puesto que la compañía prefiere el modelo de Super Mario Run. La próxima saga de la compañía que visitará los dispositivos móviles será Animal Crossing.



Um porta-voz da Nintendo afirma que Fire Emblem Heroes é um "caso isolado", já que a empresa prefere o modelo de Super Mario Run. A próxima saga da empresa que irá visitar os dispositivos móveis será Animal Crossing.

Phil Spencer destaca a importância dos jogos first-party para o lançamento do Project Scorpio.

O empenho da Microsoft para vender o Project Scorpio, codinome dado ao novo console no qual ainda faltam conhecer muitos detalhes, ele vai muito além de fazer um hardware. Uma grande parte do esforço da empresa se concentra no desenvolvimento de jogos first-party.

Durante uma sessão de perguntas e respostas no Twitter, Phil Spencer, chefe da divisão Xbox, reconheceu que eles estão "muito focada em títulos first-party" [...] "Eu sei que é vital apostar em obras first-party. " Adicione também que ter estes jogos prontos para o lançamento do Project Scorpio é o básica. Spencer antecipa que quer deixar os jogos da empresa mais tempo na E3.

Parece que a Microsoft vai ter muito trabalho voltado para a E3 2017. Tem que apresentar Project Scorpio, monstrar aos jogadores que o seu novo sistema vale apena e também apresentar os jogos. Uma hora e meia de conferência pode ser pouco tempo, por isso é que Spencer não descarta fazer outros eventos.

Spencer também foi questionado sobre sua recente viagem ao Japão, duas semanas após a viagem apenas declarou sua satisfação com o interesse dos desenvolvedores no Project Scorpio e Xbox One. Agora ele falou um pouco mais, dizendo que vamos ver JRPG Xbox One, algo que ele próprio reconhece ter dito antes. Embora sãomuitos que anseiam por Blue Dragon ou Lost Odyssey.

Microsoft mantém um bom portfólio de jogos e algunas de saus maiores licenças como Forza (Turn 10), Halo (343 Industries), Gears of War (The Coalition) ou Minecraft (Mojang), estão ativas ou receberam um jogo recente. Além da novas licenças de Sea of Thieves (Rare),  State of Decay 2 (Undead Labs) ou Crackdown 3 (JReagent Games) não há detalhes sobre em que jogos poderiam estar trabalhando na empresa. Talvez seja a hora de resgatar Banjo-Kazooie.

Fonte: GamesIndustry.

Vídeo mostrando novos combos "impossíveis" para Street Fighter II: The World Warrior.


Street Fighter II: The World Warrior foi a primeira versão da icônica série de luta da Capcom, graças a uma série de mudanças em sua primeira entrega, onde conseguiu ter sucesso. Caracterizado por ter 8 personagens aproximadamente equilibrados (talvez tirando o Guile e Dhalsim) e uma série de mecânica que seria a base da maior parte dos  jogos do gênero, que não estava nessa entrega foi um sistema de combos.

A falta de um sistema de combos não foi impeditivo para os jogadores descobrirem que algumas sequências de movimentos podiam ficar presos em um oponente desprevenido  impedindo a sua recuperação, e não foi um obstáculo para Desk, que tem um dos combos mais conhecido de Street Fighter II: The World Warrior, publicou 26 anos depois do lançamento do jogo, um vídeo que contém uma série de inéditos combos de 100% (capaz de eliminar completamente o sangue do seu rival).
Mecânica demonstrada com os oito personagens selecionáveis ​​SFII começa a partir de um bug mostradoa na hitbox do Vega (Balrog na versão original japonesa) durante a animação da queda depois de receber um ataque forte em baixo. Desk explica que esta técnica foi mostrado pela primeira vez pelo jogador japonês TZW nos tempos em que os fãs gravavam e compartilhavam essas técnicas em fitas VHS, mas que sua tecnica não foi desenvolvidas até a um mês atrás quando começou a combinar este glitch com outro conhecido como "a pausa ao cair no canto."

Fonte: Vídeo do canal de YouTube de Desk

Microsoft apresenta a linha de joy Tech Series para Xbox One e Windows PC.

A Microsoft lançou uma nova linha de joy sem fio para Xbox One e Windows PC conhecido sob o nome Tech Series. O primeiro integrante desta família de periféricos que foi batizado como Recon Tech e estará disponível a partir 25 de abril por US$ 70 (cerca de R$ 227 na atual cotação do dólar) .

O joy Recon Tech de edição limitada apresenta um design elegante no cinza escuro e tem atraz um acabamento emborrachado em cada lado para que exista um “melhor controle e mais conforto”, sem mencionar que, graças ao material, o suor de suas mãos é absorvido com muito mais rapidez.Os desenhos em ouro e logotipos que encontramos na parte frontal do joy foram feitos a laser.

As outras características do joy Recon Tech são iguais a de qualquer  joy fabricado recentemente pela Microsoft para o Xbox One, com o dobro do alcance sem fio, personalização das funções do botão mediante o uso de um aplicação, conector auricular estéreo 3, 5 milímetros, tecnlogia Bluetooth para jogar no Windows 10  ou Samsung Gear VR, joysticks interativos e com uma pad digital (cruz) melhorado.

Microsoft aproveitou a apresentação do novo joy para lembrar que o reators Update irá introduzir a nova função Co-piloto. Este recurso permite que dois controles atuem como se fossem um. Co-piloto é uma melhoria na acessibilidade.

Por enquanto o Creators Update não tem data de lançamento, mas suas novidades (incluindo a função de co-piloto) estão disponíveis no programa Insider.

Fonte: Microsoft

Nintendo irá consertar dessincronização dos controles Joy-Con com uma espuma condutora.

Desde o inicio das vendas do Nintendo Switch alguns usuários relataram problemas para sincronizar o Joy-Con (o joy da esquerda) quando jogam com o joystick sem fio. A solução oficial é ficar longe de outros dispositivos com conexões sem fio ou enviar o joy para a assistencia tecnica, assim como fez Sean Hollister da CNET.

A curiosidade de Hollister fez com que ele tirasse uma fotot do interior do joy antes de enviar para a assistencia tecnica. Esta foto permitu descobir que o Joy-Con Nintendo reparaou e sem problemas dessincronização era exatamente o mesmo, mas com uma pequena diferença: eles tinham adicionado um pequeno pedaço de espuma condutora cujo o objetico é de proteger os componentes eletrônicos de interferências externas.

Além de enviar seu joy para a assitencia , Hollister comprou um novo Joy-Con para ver se a Nintendo tinha implementado esta solução nos novos controles. A resposta foi negativa. O Recém adiquirido Joy-Con não tem espuma, mas com uma nova versão da placa que parece ter resolvido os problemas de conectividade detectados em algumas unidades iniciais.
A Nintendo encoraja a qualquer proprietário de um Switch a entrar em contato com a assistencia tecnica para resolver este ou qualquer outro problema com o console. Em qualquer caso, a empresa afirma que não é um problema generalizado e que todos os contratempos estão sendo resolvidos rapidamente. A Nitendo acrescenta que os pedidos de reparação ou substituição são coerentes com o observado no laçamento de outros consoles da Nintendo.

Nintendo disse em um comunicado enviado esta tarde a Kotaku que o problema com o comando Joy-Con já foi abordada no nível da fábrica.

Fonte: CNET

Intel Lança seus SSD Optane de alto desempenho, que pode ser utilizado como se fosse uma memoria RAM.

Em meados de 2015 a Intel anunciou o desenvolvimento de uma nova gama de unidades SSD profissionais conhecida sob o nome Optane. Esses produtos se caracterizariam por oferecer um desempenho brilhante fruto do uso da tecnologia de memória byte addressable 3D Xpoint, graças ao qual a Intel e seu parceiro Micron querem fornecer dispositivos de armazenamento capazes de funcionar como se fossem grandes módulos de memória RAM. Esta aposta dá agora seus frutos, com o lançamento das placas P4800X.

Feitos para o mercado profissional ( e não apenas o geral, mas para mercados muito específicos), as novas placas Intel P4800X oferecem taxa de transferência seqüencial de 2.400 MB / s e 2.000 MB / s em modos de leitura e gravação, respectivamente. Que é muito bom, mas não uma revolução. O realmente interessante destas unidades é que sua latência foi reduzida  a extremos infinitesimais (10 µs) quando comparados com outros SSDs.

Isto torna possível a realização de um grande número de operações por segundo, mesmo sob condições ideais, quando a maioria dos fabricantes de SSD sempre assumem o melhor cenário possível. De acordo com a Intel, o desempenho des suas placas foi estimado em 550.000 IOPS em modo leitura e 500.000 IOPS em modo escrita. Além disso, as notas do fabricante indicam que sua memória mantém sua latência  ao longo do tempo (o que não é possível no caso de outros produtos).

Outra interessante detalhe de memória 3D Xpoint é que utiliza escrita não destrutiva. Isto significa que os SSDs integram esses chips serão muito mais confiável para uso contínuo ou até mesmo intensivo, com suporte para até 30 ciclos de escrita ao dia em vez de a 0,5 a10 que seria comum. E esse detalhe é o que leva ao que é possivelmente a característica mais notável das placas P4800X: podem ser utilizadas como se fossem memória RAM.
  
Assumindo que a máquina em questão tenha o hardware adequado (atualmente são suportados os processadores Intel Xeon E5-x6xx v2 e E7 x8xx v2 ou posterior), será possível usar um ou mais placas P4800X igual como se fossem módulos memória RAM . Para fazer isso a Intel irá oferecer um software de controle (pago) chamado Memory Drive Technology, que é essencialmente invisível ao sistema e é responsável por combinar a memória RAM DRAM do sistema com o espaço SSD alocados pelo administrador.

A verdade é que a memória das novas unidades da Intel oferecem uma latência e largura de banda significativamente pior do que a DRAM convencional (A Intel diz que o seu software pode otimizar algumas tarefas para fazer com que suas placas sejam ainda mais rápidos em certas condições de uso muito específico), mas em vez disso oferecem quandiadas maiores de memória a um preço significativamente mais baixos. Algo fundamental em ambientes onde a quantidade é muito mais preciosa do que a velocidade. Neste sentido, seria possivel configurar servidores Xeon com até 12 TB de RAM e até 48 TB  de memória em placas Optane.
 

As unidades Optane será dirigidas por agora ao mercado profissional, mas a Intel fará o seu melhor para trazer sua tecnologia de memória 3D Xpoint para o mercado consumidor. Vai levar um tempo.

As primeiras unidades de 375 GB estão disponíveis a partir de hoje limitado a um preço de 1.520 dólares, deixando pendente a sua distribuição aberta para o segundo semestre do ano. Antes disso que colocaram uma placa PCIe de 750 GB e uma unidade U.2 de 375 GB no segundo trimestre, com  uma variante de 1,5 TB prevista para o segundo semestre de 2017. Mas adiante a Intel vai lançar unidades em formato DIMM.
Fonte: Intel

Battle Princess Madelyn supera em poucos dias seus objetivos no Kickstarter e terá edições físicas.

Quinta-feira passada foi lançada a campanha no Kickstarter para Battle Princess Madelyn, um impressionante jogo de plataforma em 2D de indiscutivel sabor retro e clara inspiração na serie Ghost n' Goblins / Ghouls n' Ghosts da Capcom. Expressado por seus desenvolvedores como um título arcade que combina com a base da mencionada serie e detalhes de outros títulos como Wonder Boy 3: The Dragon's Trap, o jogo chegará se tudo estiver bem, em fevereiro do ano que vem para computadores com Windows e as consoles Wii U, Switch, Xbox one e PlayStation One 4.

Battle Princess Madelyn  é o resultado de que a filha do criador do projeto, Christopher Obritsch, (Insanity's Blade) expressou seu desejo de enfrentar o seu inimigo favorito, o primeiro chefe de Ghouls n 'Ghosts, porém "as meninas não podem ser cavalheiros" disse afilha. Armado com sua experiência como ilustrador e desenvolvedor indie, Chris prometeu a jovem Madelyn seu próprio jogo e começou a trabalhar junto a outro programador e dois músicos.

O gráfico Battle Princess Madelyn fica coberto por uma estética pixel art clássica na qual  é aplicada utilizando a Unity (o ambiente de desenvolvimento escolhido para a versão final) um sistema de iluminação em tempo real que proporciona um aspecto distinto. Para a música eles contaram com dois profissionais responsáveis ​​por trilhas sonoras.

A história do jogo não poderia ter uma abordagem mais simples: depois que um malvado feiticeiro seqüestrou sua família e acabou com a vida de seu fiel cãozinho Fritzy, a jovem Madelyn não le resta outra alternativa a não ser vestir sua armadura e saí ao resgate dos sobreviventes. Ao longo do caminho contará com a ajuda de alguns NPCs, potenciadores, peças de equipamento e do fantasm de Fritzy, útil por sua capacidade de ataque, mas também como uma ferramenta para resolução de puzles.
Quanto ao desenvolvimento do jogo, BPM permitirá partidas rapidas ao estilo arcade, mas também uma abordagem mais calma que convide a localização de grandes quantidades de objetos escondidos e a colaboração dos aldeões em submissões. A campanha principal terá dez ambientes, divididos em cinco fases, cada uma com algumas seções opcionais e escondidas com ênfase em jogabilidade. Você pode testar uma demor para Windows na página da Steam.

Depois de alcançar em pouco mais de dois dias seu obejtivo principal de cerca de 42.000 dólares no Kickstarter, a campanha tem levantado uma série de objetivos adicionais que também está em vias de conseguir com isso será desenvolvido um modo boss rush, dez submissões, outro nível de dificuldade e personagem principal e dois inimigos. Os desenvolvedores também chegaram a um acordo com Limited Run para publicar uma edição física das versões PS4 e PC do jogo, e se atingir o valor mais alto (cerca de 104.000 dólares) também vai desenvolver uma versão digital para PS Vita.

Fonte: Página da campanha no Kickstarter

Naughty Dog fala sobre Uncharted: The Lost Legacy: personagens, tamanho dos cenários e duração.

Sony publicou em seu blog oficial uma prévia do Uncharted: The Lost Legacy que revela novos detalhes sobre o jogo. No texto, os diferentes membros da Naughty Dog falam sobre a decisão de juntar Nadine com Chloe, o tamanho do cenário, a duração do jogo, a introdução de novas armas e a ausência de Nathan Drake.

Uncharted: The Lost Legacy está situado no extremo sul da Índia. Este novo cenário vai incluir segundo o diretor do jogo Kurt Margenau "as áreas mais extensas jamais vistas em um jogo de Uncharted", que irá oferecer aos jogadores novos caminhos para explorar. Naughty Dog promete vastas e belas areas, de florestas exuberantes a altas montanhas, passando por templos antigos e paisagens urbanas (como mostrado no vídeo de apresentação PSX 2016).

The Lost Legacy vai oferecer uma grande área central que conecta diferentes localizações. Além de ter fases variadas e grandes, todos eles incluem segredos e tesouros escondidos para recompensar aos jogadores mais minunciosos. Haverá também quebra-cabeças, tiroteios e cenas de ação a marca da casa.



Chloe Frazer e Nadine Ross são parceiras relutantes que nem sempre concordam, mas precisam trabalhar juntas para conseguir obtner uma valiosa presa de um misterioso senhor da guerra chamado Asav. Naughty Dog recuperou a Chloe  por ser um personagem "interessante, por ter um carater mas obscuro que Drake". Ambos são caçadores de tesouros, porém Drake tem um pouco de complexo de herói, Chloe pensa principalmente nela.

A presença de Nadine é justificada por suas ações em Uncharted 4 e a necessidade que Chloe tem de recorrer a seus conhecimentos militares. Na opinião roteirista Josh Scherr, Nadine é "provavelmente, o personagem mais racional e prática" da saga. "Ela tende a agir de forma pratica [...] é estruturada", acrescenta. Shaun Escayg, diretor criativo do jogo, ambas as mulheres formam "uma boa combinação", cujo relacionamento irá se desenvolver ao longo do jogo.

Uncharted: The Lost Legacy também incluirá novas armas de combate, como uma pistola com silenciador (a primeira da série) para ampliará as opções de stealth. "Há situações que podem evitar o combate por completo, cercar apartir de qualque direção", explica Margenau. "Ele passa uma sensação de maior, mais orgânico, com mais escolhas para o jogador." Explosivo plástico C4 também estará disponíveis.

Finalmente, revelam que Nathan Drake não vai fazer nenhuma aparição em The Lost Legacy. A razão é simples: sua presença é considerada redundante depois de ter deixado tudo amarrado em Uncharted 4. Quanto à duração do jogo, está confirmado que será maior do que The Last of Us: Left Behind, porém menor do que Uncharted 4.

Uncharted: The Lost Legacy estará disponível este ano. Aqueles que compraram o passe de temporada de Uncharted 4, antes de 13 de dezembro de 2016 receberão, sem custo adicional, enquanto  quem não tem o passe de temporada poderá comprar separadamente a um preço ainda não revelado.

Fonte: Blog PlayStation

Novo trailer para The Surge, que chegará em 16 de maio para Xbox One, PS4 e PC.


O novo jogo da Deck13, os desenvolvedores do título de RPG e ação com certa inspiração na serie Souls Lords of the Fallen, estará disponível para PC e consoles em 16 de Maio. A combinação de mecânicas complexas de combate corpo a corpo com uma profunda personalização baseada na extração das partes mais interessantes dos inimigos de The Surge virá acompanhado por três pequenas ajudas ingame para aqueles interessados em reservar o jogo.

Deck13 confirmou que aqueles que fizerem a pré-compra de The Surge no PS4, Xbox Um ou windows PC e Steam  ganharam  um exoesqueleto limitado "PSOI", um implante "contrapeso" que aumenta as estatísticas de ataque físico e outro chamado de "sensor de radiestesia", que irá nos ajudar a localizar implantes secretos.
A história de The Surge nos leva a um futuro distópico em que o aquecimento global e a guerra entre corporações têm destruído os alicerces da sociedade tal como a conhecemos. A mega corporação CREO, que nasceu com o suposto propósito de salvar o mundo, irá fornecer suas instalações como cenário para uma aventura na qual precisão em combate será a chave para a sobrevivência e não teremos muita ajudas nos momentos de descanso.

O elemento mais distinto do mundo do jogo se constitui nos onipresentes exoesqueletos onipresentes que outrora serviu para ajudar a executar os trabalhos mais pesados e na atualidade tem propósitos mais diferenciado. Durante o combate com os usuários devemos prestar atenção aos elementos que nos parecem mais interessante para adicionar ao nosso arsenal.
Em The Surge não enfrentamos rivais apenas de nosso tamanho; as instalações de CREO também guardam letais monstros mecânicos com elaborados padrões de ataque capaz de testar a nossa gestão de energia que precisa de cada peça do equipamento funcionando de forma eficaz. A escolha adequada da combinação de elementos de defesa e ataque será tão importante no combate como o domínio de possíveis movimentos e a progressão do nosso personage.

Fonte: Site Oficial de jogo

O jogo com criação de magias Mages of Mystralia inicia (e termina) seu financiamento.

Hoje foi o dia escolhido para o lançamento da campanha de financiamento no Kickstarter de Mages of Mystralia, um título independente de ação e aventura que tem certas particularidades no que diz respeito aos expoentes mais comuns do gênero, e seus criadores o definem como um cruzamento entre a mecânica do Legend of Zelda e a ênfase na natureza das magias da série Harry Potter.

O aspecto mais significativo de Mages of Mystralia é o seu sistema de criação ou  programação de magias com base em quatro componentes básicos e três tipos de runas que modificam as suas características, efeitos e comportamento. Os quatro componentes que atuam como uma espécie de magia são "Immedi" (para distâncias curtas), "Actus" (baseado em esferas flutuantes), "Creo" (materialização de objetos físicos) e "Ego" (com efeito sobre o próprio mago).

Sobre estes tipos básicos construímos nossas próprias magias através da aplicação de runas de comportamento aplicaveis, outros modificadores que afetam a sua natureza e finalmente as ativadoras, que ligam o resultado ao cumprimento de determinadas condições. A página da campanha mostra um sensível exemplo simples, que a partir de uma esfera "Actus" de fogo e adicionanmos uma  runa de comportamento "Move", nós temos uma bola de fogo, ampliada  com outro comportamento "Duplicate" que multiplica seus efeitos.

Cotinuando então com outra magia, o "Ego" de gelo, mas aplicação do comportamento "Duplicate" gera uma estátua do mago (tipo a do Sub-zero), no qual, com a ajuda da runa ativadora "Periodic" acumulando a magia anteriormente criada e como resultado temos uma torreta de gelo. A runa modificadora  "Right" vai transformar finalmente em uma defesa giratoria eficaz.
A história e o mundo de Mystralia prometem uma profundidade e coerência acima da média através da participação no projeto de Ed Greenwood, o cavalheiro fixo com a espetacular barba que vocês podem ver no vídeo de apresentação e  escreveu em 1987  The Forgotten Realms, usados ​​por algumas das franquias mais populares da serie  Dungeons and Dragons como Baldur's ou Neverwinter Nights.

O aspecto musical de Mages de Mystralia também contará com um nome ilustre ao colocar no comando da trilha sonora a Shota Nakama, um dos responsáveis em Final Fantasy XV e o remaster Kingdom Hearts 2.5 HD. Nakama dirigiu o Video Game Orchestra para gravar música do jogo ao vivo.

O estudio explicou que motivo para iniciar uma campanha com um objetivo tão humilde (e que foi alcançado em poucas horas de seu lançamento) é para completar algumas coisas de um título quase terminado em que eles têm recebido uma grande quantidade de sugestões e propostas nas feiras onde foi mostrado.
O acesso a versão de teste será imediatamente após a finalização da campanha para aqueles que apoiarem a mesma.

Fonte: site da campanha do jogo no Kickstarter.

Tekken 7 irá adicionar dois personagens de outros jogos através DLC.


Namco Bandai anunciou esta manhã que a versão doméstica de Tekken 7 receberá pelo menos dois personagens de outros jogos através de uma série DLCs. A empresa não especifica que estes personagens são seus, então talvez nós podemos olhar mas para frente além soa candidatos óbvios como aqueles da série Soul Calibur.

O primeiro conteúdo adicional estará disponível este verão, adicionando um novo modo de jogo e mais de 50 roupas ou personalizações para lutadores. No inverno, estará disponível o pacote que adicionaria o personagem adicional e na primavera de 2018 o segundo. Junto com os personagens adicionados também sera incluido os correspondetes cenários e roupas alternativas. Embora os três DLCs possam ser adquiridos separadamente, também estará disponível para os jogadores um passe de temporada que adiciona ao referido conteúdo 35 roupas metálica.
A empresa também explica que em todas as plataformas do jogo você poderá desfrutar de "painéis de personagens gratuitos" usados ​​para personalizar a imagem dos lutadores durante as telas de carregamento e nos representar em nossa luta online. Namco Bandai teria recorrido à colaboração de artistas de todo o mundo para estas ilustrações inéditas.

Tekken 7 chegará ao PlayStation 4, Xbox One e Windows PCs em 2 de Junho.

Horizon Zero Dawn, vende 2,6 milhões de cópias e expandirá sua história.

Sony Interactive Entertainment anunciou que Horizon Zero Dawn já vendeu em todo o mundo mais de 2,6 milhões de unidades, após duas semanas no mercado. O número de vendas inclui ambas as cópias físicas vendidas na loja como as vendidas pela PlayStation Store. Horizon Zero Dawn está disponível desde o dia 28 de Fevereiro.

Com estes números, Horizon Zero Dawn se torna a nova propriedade intelectual first party que melhor vendeu no PlayStation 4 e o jogo foi desenvolvido pela Guerrilla Games, que foi o mais bem sucedidos em sua estréia. Até agora, o estudio em Amsterdã (Holanda), apenas tinha dado vida à saga Killzone e Shellshock: Nam '67 (publicado pela Eidos Interactive antes da aquisição pela Square Enix).


“Sabíamos que Horizon Zero Dawn iba a ser algo especial, así que comprobar cómo la increíble reacción de la crítica a un juego completamente nuevo se traduce en este nivel de ventas es realmente gratificante”, declara Shawn Layden, presidente de Sony Worldwide Studios. “Guerrilla ha creado un juego sencillamente excepcional, y la reacción que hemos visto en los fans demuestra cuán impactante ha sido”.

“Estamos emocionados con la gran acogida que ha tenido el juego para la crítica y los jugadores por igual”, dice Hermen Hulst, director general de Guerrilla Games. “Desarrollar este título ha sido un trabajo de amor verdadero, así que es enormemente satisfactorio ver que provoca la misma pasión y entusiasmo en los jugadores que nosotros mismos sentimos durante su creación”.

Además, Hulst también ha confirmado que este es “solo el principio de la historia de Aloy”, pues Guerrilla Games se encuentra “trabajando duro” en expandir el universo de Horizon Zero Dawn y las aventuras de su protagonista.
Fuente: PRNewswire



"Sabíamos que o Horizon Zero Dawn seria algo especial, então ver a incrível reação crítica a um novo mundo de jogo, e traduzir para este nível de vendas é realmente gratificante “, disse Shawn Layden, presidente da Sony Worldwide Studios. "Guerrilla criou um jogo simplesmente notável, e a reação que vimos nos fãs mostra o quanto impactante foi".

"Estamos emocionados que Horizon Zero Dawn foi abraçado por críticos e jogadores.", diz Hermen Hulst, director-geral da Guerrilla Games. "Desenvolver o jogo foi um trabalho de amor, por isso é extremamente gratificante  ver que provoca a mesma paixão e entusiasmo nos jogadores que sentimos durante o seu desenvolvimento"

Além disso, Hulst também confirmou que este é "apenas o começo da história da Aloy", Guerrilla Games está "trabalhando duro" para expandir o universo de Horizon Zero Dawn e as aventuras de seu personagem.

Fonte: PRNewswire

AMD apresenta os processadores Ryzen 5, voltada para o mercado mid-end e disponível em abril.

Depois de regressar ao mercado de processadores de alto desempenho com o lançamento dos Ryzen 7 ,  AMD baixou a mira com o anúncio oficial de seu novo Ryzen 5, uma família de processadores que irá afastar-se do segmento dos processadores de alto desempenho e irá centralizar os seus esforços na classe de produtos que demanda o consumidor comúm (que também inclui um bom número de gamers não estão dispostos a gastar 1.764,00 ou 2.705,00 reais em um processador).

AMD espera recuperar a competitividade com os Ryzen 5 que se tornou famoso por causa do melhor custo beneficio, competindo com o atual Core i5 da Intel e os modelos menos avançados do Core i7. Os novos Ryzen 5 usaram soquete AM4 e seram compatíveis com as mesmas placas que os Ryzen 7. Esta manobra simplificará muito a criação de novos equipamentos por parte dos consumidores e seu possível upgrade.

Entre 170 e 250 dólares, a linha Ryzen 5 será vendido da seguinte forma:

Ryzen 5 1400: 4 núcleos, 8 threads, 3,2 GHz (base), 3,4 GHz (boost), cooler Stealth, 65 W, 169 dólares
Ryzen 5 1500X: 4 núcleos, 8 threads, 3,5 GHz (base), 3,7 GHz (boost), cooler Spire, 65 W, 189 dólares
Ryzen 5 1600: 6 núcleos, 12 threads, 3,2 GHz (base), 3,6 GHz (boost), cooler Spire, 65 W, 219 dólares
Ryzen 5 1600X: 6 núcleos, 12 threads, 3,6 GHz (base), 4,0 GHz (boost), sem cooler, 95 W, 249 dólares

Todos os novos processadores Ryzen 5 AMD anunciados esta noite viram destravados para facilitar o overclock. Curiosamente, o cooler Wraith Spire para Ryzen 5 não tem um Riing RGB. Pelo menos por enquanto AMD não vai vender os seus coolers Wraith separadamente.





 Segundo a AMD, o Ryzen 5 1600X (6 núcleos, 12 threads) rivalizará diretamente com o i5-7600K da Intel (4 núcleos e 4 threads).

O fabricante de processadores não tem dúvidas em tirar  proveito dos utilitários como o Cinebench R15 nT. Quase podemos dizer que Ryzen 5 entregará um alto desempenho naquelas aplicações que aproveitam ao máximo a capacidade de processamento multithread e seu maior número de núcleos, mas ainda se desconhece a forma como ele vai funcionar com os jogos. Essa dúvida deve ser tirada em breve, uma vez que alguns sites especializados anunciaram publicaram suas análises em breve.

AMD vai lançar os processadores Ryzen 5 em 11 de abril.
 



 Fonte: AnandTech

Capcom anuncia a coleção de jogos retro The Disney Afternoon.

A falta de novos títulos, a Capcom continua remexendo no baú dos jogos clássicos e anuncia o lançamento da The Disney Afternoon Collection para PlayStation 4, Xbox One e Windows PC.

The Disney Afternoon mostra um total de seis obras,que são: Chip 'n Dale Rescue Rangers, Chip' n Dale Rescue Rangers 2, Darkwing Duck, DuckTales, DuckTales 2 e TaleSpin. De acordo com a Capcom, todos os títulos são versões em alta definição (1080p) dos originais, incluindo a opção de ativar filtros para ter o um aspecto retro e um modo museu para poder ver toda a arte conceitual e os personagens que foram criados para dar vida a os jogos.

Uma das grandes novidades desta coleção é oferecer a função Rewind (Rebobinar). Esta caracteristica foi pensada para os usuários menos experientes é ativado pressionando um botão e permite voltar no tempo depois de uma jogada errada. Aqueles que desejam completar speedruns ou testar suas habilidades teram dois novos modos de jogo nos quais a função Rewind estará desativada: Boss Rush e Time Attack (inclui tabelas de classificação).

The Disney Afternoon Collection estará disponível em formato digital para PS4, Xbox One e Windows PC de 18 de abril de 2017 por 19,99 dolares.
Fonte: Capcom

Mass Effect: Andromeda mostra detalhes do modo multiplayer.

A Electronic Arts tem ensinado amplamente as mecânicas e novidades de Mass Effect: Andromeda em uma série de vídeos. Chegou a mostra o trailer de lançamento, mas até agora manteve um certo misterio no modo multiplayer. Hoje este misterio foi revelado com um novo vídeo (o enésimo).

O modo multiplayer de Mass Effect: Andromeda oferecer um cooperativo para quatro jogadores que deveram sobreviver ondas crescentes de inimigos, completar uma série de objetivos e deixar o campo de batalha. A Bioware está oferecendo uma nova forma de aventuras e desafios além dos oferecidos pela campanha single-player.

Os jogadores poderam participar no modo multiplayer criando ou entrando em partidas públicas ou privadas. Antes de começar deveram escolher o personagem entre uma variedade de espécies das galáxias de Andrômeda e a Via Láctea. Cada um tem uma gama única de habilidades e capacidades cada um com estilo diferente de jogo. Também será necessário personalizar o arsenal (há mais de 40 armas) e seus potenciadores.
No final de cada partida, todos os jogadores vão ganhar o mesmo pontos de experiência, créditos e medalhas. O objetivo é recompensar o trabalho em equipe e não a concorrência entre os amigos. A experiência vai ser usada para melhorar o personagem, evoluir as capacidades que tem e dar outras. Os créditos serão usados para aumentar o desempenho das armas, mods e potenciadores.

Outra forma de participar nas missões multiplayer é com as equipes de assalto, cujo painel esta disponivel na interface das missões a bordo da Tempest. Estas equipes de assalto são enviadas para missões cujas as recompensas podem ser usadas na campanha (igual ao modo multiplayer). As missões podem ser concluídas juntoa a equipe ou em modo multiplayer.

Mass Effect: Andromeda terá 5 mapas multiplayer. Que serão adicionados depois do lançamento do jogo agendado para 23 de março seram gratuitos.

A remasterização de Full Throttle, PaRappa the Rapper e LocoRoco já têm data.

Double Fine e Sony anunciaram a data de lançamento e preço da remasterização de  Full Throttle, Parappa the Rapper e LocoRoco. O primeiro é uma das aventuras que Tim Schafer criou na epoca da extinta LucasArts, enquanto os outros dois são clássicos da história do PlayStation.

Full Throttle Remastered estará disponível em 18 de abril de 2017 para PlayStation 4, PlayStation Vita e PC para 15 dólares. A remasterização desse jogo originalmente lançado em 1995 (há 22 anos) recebeu um tratamento igual ao Day of the Tentacle Remastered, melhorando todas as características do título, incluindo gráficos, animação, música e efeitos sonoros. Também foram utilizados fundos em alta resolução em 3D, arte conceitual e uma faixa com os comentários dos criadores originais do jogo.

A história Full Throttle segue as aventuras de Ben Throttle, líder de uma gangue de motoqueiros conhecido como The Polecats, depois de rejeitar uma oferta de uma empresa de motos se vê envolvido em uma complicada trama.




PaRappa the Rapper Remastered estará disponível em 04 de abril de 2017 para o PlayStation 4 por 15 dólares. PaRappa the Rapper, uma obra criada por Masaya Matsuura mais de 20 anos atrás, ele tem como personagem um cão em 2D.

Para atingir seu objetivo PaRappa começará uma aventura na qual terá que demostrar que não tem rival e traçar um plano em uma série de batalhas de rap com seus amigos e mentores, incluindo Chop Chop, Prince Fleaswallow e Cheap Cheap, a galinha cozinheira. Como novidade, Parappa the Rapper Remastered usa um DualShock 4.

LocoRoco Remastered estará disponível em 09 de maio de 2017 para PlayStation 4 por 15 dólares. Este título desenhado por Tsutomu Kouno (o mesmo que Patapon, cuja remasterização também está a caminho) é o mais novo dos três, pois foi lançado no Verão de 2006 para a PSP. Desta vez, estamos em um jogo de cabracabeças onde os jogadores tem como objetivo salvar o planeta dos LocoRocos do malvado exército Moja. Para conseguir deveram usar o movimento do DualShock 4 para a ajudar aos LocoRocos a rolar, saltar e inclinar através do seu universo colorido e animado.

PaRappa the Rapper e LocoRoco Remastered Remastered serám compativeris com PS4 Pro e poderá rodar em 4K.


Os jogos de PS4 que chegarão este ano ao PlayStation Now.

Já pensou em jogar Uncharted 4 ou Horizon: Zero Dawn no PC? Em breve isso pode ser possível. A Sony anunciou que o PlayStation Now, um serviço para PlayStation 4 e PC  que fornece jogos via streaming, vai ter em seu catálogo os jogos do PlayStation 4. Até agora a biblioteca oferecida pelo PlayStation Now se limitava aos jogos do PlayStation 3.

"Estamos muito animado para anunciar que o catálogo de PS Now irá crescer ainda mais, já que vaamos incluir uma nova plataforma: PlayStation 4. Todos os serviços incluidos so do PS4, serão integrados em uma única assinatura do PS Now. Vamos fornecer mais informações à medida que nos aproximamos do lançamento, portanto, fique atentos", escreve Brian Dunn, membro da equipe PlayStation, no blog oficial.

Nas próximas semanas começará o beta privado que permitirá testar os jogos do PS4 no PS Now. A Sony anunciou que os assinantes do serviço devem ficar atentos pois chegará por e-mail um convite para beta.

Atualmente o PlayStation Now está disponível nos EUA e Canadá, onde é oferecido por 19,99 dólares por mês ou 44,99 dólares no trimestre, enquanto na Europa se limita a Bélgica, Holanda e Reino Unido. Até o momento a Sony não disse nada sobre uma futura expansão para novos países, mas a empresa tem planos de levar o serviço a Espanha e em seu site oficial  incentiva as pessoas a se cadastrar para receber um email assim que serviço estiver disponível.

O catálogo do PlayStation Now tem 483 jogos do PlayStation 3 que podem ser jogados de um PlayStation 4 ou um computador com Windows. As partidas são salvas na nuvem, por isso é possível retomar a aventura em qualquer dispositivo compatível, que deve estar conectado a um joystick DualShock 4 USB ou adaptador wireless (disponível para PC por 24,99 dólares).

Parece que a Sony aposta fortemente por o steaming de jogos. Em vez disso, a Microsoft escolheu a opção de deixar baixar os jogos atraves do Xbox Game Pass, porque, em sua opinião, "Os problemas de transmissão / conectividade são os aspectos ruims do serviço para os assinantes."

Nintendo Switch usa um WebKit vuneravel que já foi hackeado.

Quando um novo console chega ao mercado, os hackers se debrução sobre ele em busca da esperada de entrada para as entranhas do console. Nintendo Switch não foi a excepção, e ainda não se passaou nem duas semanas de sua chegada nas lojas e já foi constatado que o console usa um WebKit da Apple antigo e vulnerável, tal como demonstrado pelo conhecido jailbreaker qwertyoruiop.

Nintendo Switch não tem um navegador web para o usuário final usar, mas precisa de um browser para executar logins (por exemplo: conectar-se a wi-fi). Para fornecer esse recurso a Nintendo usou em sua consolea WebKit da Apple (Safari ou Opera), mas na versão incluída no iOS 9.3, que já foi atacado com sucesso pelos hackers, motivo pelo qual a apple corrigiu na versão 9.3.5.

Como o qwertyoruiop já sabia do uso do WebKit para iOS 9.3, eles não gastaram muito tempo para modificar o seu velho exploit para demonstrar que o Switch está vulnerável: Só foi necessario remover código específico para iOS e executá-lo. Qwertyoruiop não forneceu nenhuma prova além de uma captura, mas LiveOverflow conseguiu replicar seu trabalho e publicou uma POC (Prova Conceito).





Sera que esse é momento para comemorar? Não. Por enquanto o mas surpreendente é que a Nintendo usou um WebKit vulneravel que já foi atualizado pela Apple. No entanto, é de se esperar que a Nintendo lance uuma atualização que corrija esta vunerabilidade.

Fonte: wololo

Trailer de lançamento de Mario Sports Superstars para Nintendo 3DS.

Hoje 10 de março é o dia escolhido para a chegada ​​Nintendo Mario Sports Superstars para 3DS, a compilação de cinco títulos de esportes que em alguns casos (ténis e golfe) já tinham suas propostas individuais no console e são acompanhados neste jogo o futebol, basebol e a corrida de cavalos. Este jogo patrocinado pela Nintendo foi desenvolvido por Camelot Software Planning, comum nas séries de esportes de Mario junto com a Bandai Namco, que já tinha nos dado jogos de beisebol no Gamecube e Wii.

O desenvolvimento das duas modalidades que já tinham seu jogo independente no 3DS é semelhante a estes, enquanto que para o futebol e beisebol há uma abordagem mais tradicional desses esportes. Enquanto isso, a abordagem inedita da corrida de cavalos lembra ligeiramente a uma versão focada em táticas de adminstração de energia e turbo parecidas com as corridas de Epona na série Zelda combinada com o desenvolvimento de uma corrida de Super Mario Kart.




Além do imprecendivel modo carreira para cada esporte, Mario Sports Superstars inclui modalidades de competição local ou on-line com até seis participantes em seus 5 modos. Cada esporte também tem minigames que servem de entretenimento e para a melhoria das habilidades.


Com a habitual lista de personagens constituidos por cidadãos mais ilustres ou infames do  Mushroom Kingdom, descobrimos que o jogo inclui em todos os  esportes suporte para uma extensa coleção de centenas de cartões que irão melhorar suas estatisticas e habilidades e desbloqueará novos equipamentos. Estes cartões virtuais podem ser comprados em pacotes a cegas o que garantem conteúdos exclusivo mediante as moedas que recolhemos no jogo, embora junto ao jogo também será publicado uma nova série de cartas reais amiibo que proporcionam certas vantagens.

Fonte : Pagina do jogo na Nintendo.

Foi anúnciado o trailer do Late Shift, aventura cinematográfica para PC, Xbox One e PS4.

Depois do sucesso de Her Story, uma  aventura centralizada em mecanicas simples, porém com uma narrativa complexa e o lançamento mais discreto do ano passado da aventura The Bunker, vários desenvolvedores estão buscando inspiração nos 90, quando a chegada do CD-ROM prometeu uma nova era de jogos baseados em filmes.

É claro que essa promessa ficou muito longe de mudar significativamente a indústria, com uma serie de jogos que se destacavam salvo algumas exceções com roteiros terríveis e qualidade de imagem muito limitada pela tecnologia daquela epoca. Muitas gerações de hardware se passaram  e o ressurgimento do fenômeno indie serve para validar a proposta que não precisa de uma aceitação do público em geral.

Buscando a volta do gênero FMV a partir dos meios atuais de produção, o estudio CtrlMovie e a distribuidora Wales Interactive anunciou o lançamento em 12 de abril do jogo Late Shift para computadores com Windows e MacOS e as consoles Xbox One e PlayStation 4. Esse é um trailer de ação e intriga focado na entrada forçada do protagonista no mundo dos roubos das valiosíssimas obras de arte e que nos prende atenção com uma sequencia continua de vídeo ao longo de mais 4 horas e sete possivei finais.


Situado em Londres e com padrões comparáveis ​​aos de qualquer série ou filme do gênero,  produção de médio orçamento, Late Shift se apresenta não só como um jogo, mas como um novo conceito de filme. Além de seu lançamento nas plataformas mencionadas, seus criadores colocaram o trailer em algumas salas de cinemas e festivais onde as decisões coletivas do público através de um aplicativo móvel conduzem o desenvolvimento da trama.

Late Shift também está disponível para dispositivos com iOS através do iTunes, onde o download do aplicativo e um "primeiro episódio" são gratuitos e o resto do filme (composto por mais doze capítulos) pode ser comprado por 12.99 dolares. A versão para computadores com Windows e MacOS e as consoles Xbox One e PlayStation 4 ficará em torno de 14.99 dolares.

Uma das fontes de informação sobre o jogo e a mais prática é o IMDB, onde dois críticos de cinema já contribuíram para uma primeira avaliação. Também a partir do IMDB podemos consultar o trabalho anterior de seus atores e um dos pontos destacados de sua equipe de produção: o roteiro esta acargo de Michael Robert Johnson, um dos responsáveis pela primeira adaptação do popular Sherlock Holmes de Guy Ritchie, mas também da terrivel Pompéia de 2014.

A Square Enix publicará Battalion 1944 para PS4, Xbox One e PC.

Square Enix sigue pescando títulos que salen adelante gracias a Kickstarter, y después de quedarse con los derechos de publicación del juego de rol táctico Children of Zodiarcs, anuncia el mismo acuerdo con Battalion 1944. En esta ocasión la compañía cambia totalmente de género, pues estamos ante un juego de disparos multijugador basado en la Segunda Guerra Mundial.

A diferencia de otros títulos de su género, Battalion 1944 apuesta por el realismo en armas, escenarios y equipamiento. Gracias a este acuerdo el equipo de Bulkhead dispondrá de más recursos económicos que espera invertir en entregar una mejor experiencia. Anteriormente Square Enix ya había trabajado con este estudio para publicar The Turning Test.



Square Enix segue pescando títulos que saem na frente graças ao Kickstarter, e depois de ficar com os direitos de publicação de jogo de RPG tatico Children of Zodiarcs, anunciou o mesmo acordo com o Battalion 1944. Desta vez, a empresa muda completamente de gênero, porque estamos em um jogo de shooter multiplayer baseado na Segunda Guerra Mundial.

A diferença de outros títulos do gênero, Battalion 1944 aposta no realismo de armas, cenarios e equipamentos. A graças a esse acordo a equipe Bulkhead terá mais recursos  que espera investir para entregar uma melhor experiência. Anteriormente a Square Enix já havia trabalhado com este estudo para publicar The Turning Test.




Middle Earth: Shadows of War é revelado pela primeira vez com 16 minutos de jogo.

Warner Bros. Havia prometido um primeiro gameplay de Middle Earth: Shadows of War para quarta-feira e aqui o temos. A editora cumpriu sua promessa revelando um gameplay com 16 minutos de jogo durante o qual destacam melhorias e novidades do jogo desenvolvido pela Monolith.

Uma das grandes novidades de Shadows of War é a nova versão do Sistema Nemesis. Em Shadows of Mordor esse sistema permia que os inimigos derrotados apareçam mais tarde no jogo com um nível de raiva aumentado, mas se conseguisse matar o jogador voltavam mais poderosos e ter subido na escala social orc. Criando assim uma relação dinâmica e mais pessoal entre os personagens do jogo e o jogador.

Em Shadows of War o sistema foi mantido, mas também se estende ao próprio mundo. Se um orc se tornar um líder mais forte, sua influência será notada nasa fortalezas que estam em Mordor. As fortalezas estam distribuídas por regiões e cada uma delas conta com seu próprio ambiente, inimigos, aliados e missões.

O renovado sistema Némesis também serve para Monolith dar ao jogo uma "escala épica". Isso acontece por permitir a Talion recrutar seguidores (orcs) para construir seu próprio exército, a fim de atacar e conquistar as fortalezas encontrados ao longo Mordor. Enquanto Talion se lança para a batalha, seu exército vai lutar de forma autónoma de acordo com a sua especialidade.

O sistema Némesis também permite que um dos nossos aliados seja um traidor e que se junte às fileiras inimigas. Se isso acontecer, vamos encontrar o desertor no campo de batalha e será nesse momento que vamos acertar as contas. Criando novas histórias de traição, mas também de lealdade, rivalidade e amizade.


Embora os combates são muito maiores do que em Shadows of Mordor, são mantidos a violência e brutalidade.

Uma vez derrotado o senhor da fortaleza, a fortaleza e a região passam a ser de Talion, que também ganhar experiência, pilhagem, novos recrutas e recursos. Para gerenciar o novo forte devemos promover um membro do nosso exército. Dependendo do líder escolhido os atributos e vantagens da fortaleza irá variar.

Middle Earth: Shadows of War estará disponível para PlayStation 4, PlayStation 4 Pro, Xbox One, Project Scorpio e Windows 10 (Windows Store e Steam) apartir de 25 de Agosto de 2017.

PS4 recebe amanhã suporte para HDs externos e Modo otimizado com a atualização 4.50.

Sony confirmou nesta quinta-feira 09 de março que irá liberar o update 4.50 para PlayStation 4, conhecido sob o nome código Sasuke. Entre as novidades mais chamativas desta nova versão do sistema temos a possibilidade de usar HDs externos e um modo otimizado somente para PS4 Pro.

Depois de aplicada a atualização 4.50, os usuários do PlayStation 4 poderam baixar jogos e aplicativos em um HD externo. A instalação é tão simples como concetar o HD externo através da conexão USB 3.0.

Enquanto conectado, o HD externo será o local de download padrão, embora você possa escolher o armazenamento interno do PlayStation 4 na seção Configurações de armazenamento. Os jogos e aplicações salvas no HD interno do console pode ser movido para o HD externo, que deve ser USB 3.0 com capacidade entre 250 GB e 8 TB.

Modo otimizado é projetado para fornecer um melhor desempenho em títulos mais antigos que não receberam patches para aproveitar melhor o processador e GPU do PS4 Pro. De acordo com a Sony, "Este modo melhora consideravelmente os FPS de jogos com taxas variáveis, e traz estabilidade aos FPS de jogos que foram programados para executar a 30 ou 60 Hz ". Você pode ativar o modo otimizado a partir do menu Configurações PS4.

Atualização Sasuke também introduz melhorias para o PlayStation VR, cuja tela social irá aparecer na TV de uma forma "consideravelmente melhor no modo VR". Além disso, também foi melhorado a resolução do modo cinema e agora o dispositivo de realidade virtual será compatível com discos Blu-ray 3D.

Outros novidades são: Introdução de um chat por voz para a reprodução remota no Windows PC, Mac ou dispositivos Xperia; papéis de parede personalizados e cores do perfil ; mais liberdade para escolher o conteúdo que você deseja incluir em sua atividade; novas configurações de privacidade em cada publicação; atalho para para upload e download de dados do PS4 armazenados PS Plus; e a possibilidade de compartilhar GIF.

Voodoo Vince: Remastered estará disponível no dia 18 de abril para Xbox One e Windows PC.

A Microsoft anunciou que Voodoo Vince: Remastered estará disponível para Xbox One e Windows PC na terça-feira 18 de abril de 2017 por 14,99 dolares. Como o próprio nome sugere, estão perante uma adaptação do Voodoo Vince, título lançado originalmente para o primeiro Xbox, em 2003 e que seu criador, Clayton Kauzlaric, ficou encarregado de melhorar o jogo para a nova geração.

A adaptação do Voodoo Vince é executado em 1080p a 60 FPS. O jogo também possui gráficos e efeitos em alta definição, incluindo conquistas, integração com Xbox Live e uma trilha sonora remixada por Steve Kirk, o compositor original.

Voodoo Vince: Remastered faz parte do Xbox Play Anywhere para Xbox One e Windows 10, ou seja, só precisa comprar uma cópia para acessar o jogo em ambas as plataformas, nos quais compartilham as conquistas e progressos. Este vantagem não se aplica se o título for comprado pelo Steam.


O Switch é o console da historia da Nintendo que vedeu mas rapido.

A Nintendo também anunciou que Switch é o console da empresa com as vendas iniciais mas rapida de sua história na Europa e nos Estados Unidos. Até agora vendeu na Europa 325.000 unidades em dois dias.

Além disso, a Nintendo revelou que The Legend of Zelda: Breath of the Wild se tornou o jogo de lançamento mais vendido, superando até mesmo o Wii Sports (incluído com Wii).

notícias Original: Nintendo Switch começou com boa reputação na América do Norte ao ter vendido em dois dias mais unidades do que qualquer outro console da Nintendo, segundo Nick Wingfield, reporte do New York Times, depois de conversar com Reggie Fils Aime, presidente da Nintendo América. O sucesso do Switch é particularmente notável, uma vez que o console foi lançado no início de março, em vez do Natal.

Fils-Aime não revelou o número de unidades vendidas na América do Norte, mas o Switch conseguiu em dois dias ser mais popular do que o Wii. Embora seja difícil fazer comparações sem saber as vendas exatas, no momento a Nintendo anunciou que o Wii vendeu mais de 600.000 consoles em sua primeira semana nos Estados Unidos. No final de  vida o Wii conseguiu vender mais de 100 milhões de unidades para se tornar um dos consoles de maior sucesso da história.

Além disso, Fils-Aime também comentou a Wingfield que a versão para o Switch The Legend of Zelda: Breath of the Wild se tornou o jogo da Nintendo lançado no mesmo dia que uma de suas consoles que mas vendeu, tirando o Wii Sports, que vinha junto com cada Wii. Esta é outra importante conquista, considerando que Super Mario 64 foi um dos títulos que vinha com o Nintendo 64 e o feito de Zelda: Breath of the Wild que também está disponível para Wii U.

Só são apenas as vendas nas primeiras 48 horas, mas um bom começo é sempre importante. Além disso, não só o Nintendo Switch está tendo boas vendas. Na América do Norte muitas lojas, incluindo Amazon, GameStop, Best Buy ou Walmart estão com o Pro Controller esgotado.

No Reino Unido o console vendeu 80.000 unidades, o dobro do Wii U.


Fonte: The Verge

Dawn of War III estará disponível em 27 de abril para Windows PC.

Dawn of War III, o novo título de RTS da série Warhammer 40K desenvolvido pela Relic Entertainment e publicado pela Sega, estará disponível para Windows PC  em 27 de abril de 2017. Os interessados pelo jogo vão encontrar três diferentes edições (padrão, limitado e colecionador) e um bônus se decidirem optar pela pré-venda.

A edição limitada de Dawn of War III inclui um  livro de alta qualidade , acesso ao cartão com arte e a trilha sonora oficial composta por Paul Leonard-Morgan. A edição de colecionador custará  129 dólare e inclui todo o conteúdo da limitada além de uma réplica do martelo Godsplitter Daemon e as bandeira das três facções em tecido (Space Marine, Orks e Eldar). Ao fazer a pré-venda de qualquer edição você também receberá o skin packe Masters of War.

Com Dawn of War III a equipe da Relic Entertainment promete oferecer uma combinação da épica Dawn of War com a personalização e os heróis de elite de Dawn of War II. O jogo de estratégia permite aos jogadores participar de uma campanha com três facções contrlando unidades, grandes exércitos e heróis para a vitória ou o esquecimento. A ação também irá transcender para multiplayer competitivo.

Quando Dawn of War III foi anunciado há quase um ano Stephen MacDonald, produtor executivo do jogo, prometeu que este seria o Dawn of War que os fãs estavam esperando. Falta pouca para saber se MacDonald tinha ou não razão. Dawn of War III é o primeiro título desenvolvido Relic sob o comando da Sega.



Nintendo responde às reclamações de alguns usuários do Switch.

Como acontece com qualquer lançamento de um novo produto popular, a chegada do Nintendo Switch na sexta-feira passada nas mãos de seus ansiosos proprietários não ficou isenta de problemas com hardware e dúvidas sobre o desempenho esperado para alguns recursos do console .

Um das  reclamações é sobre o que já haviamos lido antes do lançamento e está relacionada com a deficiencia do Joy-Con (especificamente o controle esquerdo) para manter a sincronização com o console.

Este problema, que aparece devido à interferência de outros dispositivos sem fio, mas também a interposição de obstáculos (incluindo pessoas) entre os controles e o console, a Nintendo esta tratando esse problema com vários artigos de suporte técnico.A  lista completa das possíveis causas em está no site da Nitendo dos Estados Unidos, onde são mencionados especificamente os objetos problemáticos menos óbvios como aquários, cabos e dispositivos USB 3.0.


Outros usuários estão encontrando problemas de conectividade sem fio diretamente entre o console e seu roteador ou ponto de acesso WiFi. Esta ocorrência é comum em muitos dispositivos e conta com algumas respostas no site de assistência da empresa, mas, basicamente, me parece o que seria esperado para qualquer dispositivo sem fio, especialmente em casos que a rede do usuário opera na saturada banda de 2,4 GHz.

Outro problema comum aos dispositivos com quase qualquer tipo de tela é o pixel "morto" ou "preso" (que não ilumina ou que fica permanentemente em uma cor fixa).

Um rumor sobre a possibilidade de que a Nintendo usou telas TN e não IPS  para algumas unidades e foi descartado pela própria fonte do rumos, que recebeu a confirmação oficial de um simples problema de calibração. Alguns usuários lembrão de uma situação de dúvida semelhante com esta do
Switch com algumas unidades do Nintendo New 3DS com diferentes tecnologias de tela.


Outros usuários e sites têm falado de uma possível desvantagem do hibrido Switch, notando que os lados da peça que cobre a tela pode ficar riscado facilmente ao inserir e remover o console a partir de su dock. O problema estaria no uso do plástico para este revestimento (em vez de vidro) e a ausência de um material de protecção no interior da dock.

Uma solução poderia ser a aplicação de um protetor de tela e talvez uma das muitas capas personalizadas oferecidas junto a venda do console, mas as declarações oficiais da propia Nitendo no Reddit nos deixam com algumas paranóias sobre os efeitos desses produtos no acabamento do switch.


De acordo com representantes da marca dbrand, após a realização de inúmeros testes com vários tipos de adesivos e materiais para as skins que pensavam poder ser vendidos para o Switch, os resultados sucessivos da aplicação e retiradas  durante 24 horas das skins dá para ver pedaços do skin agarrado no acabamento do Joy-Cons e da propia console.




No entanto, além das declarações da Nitendo  e seu procedimentos para obter estes resultados, é de salientar que outras empresas como a PDP, responsáveis pelas skins com a licença de The Legend of Zelda: Breath of the Wild, eles se informaram  que o seu produto oficial garante um adequado controle de qualidade validado pela própria Nintendo.

Switch permite compartilhar os jogos entre consoles, porém com restrições.

Através da pagina de suporte ao usuário da Nintendo podemos conhecer os detalhes sobre a possibilidade de compartilhar os jogos digitais do Nintendo Switch entre várias contas ou consoles. Até agora já sabiamos que as compras feitas no Switch ficavam ligadas a uma conta da Nintendo e até oito usuários podem ser configurados em cada console. Todos eles podem usar os jogos instalados e os saves são armazenados separadamente na memória interna do console.

Para baixar e usar esses jogos em outro console você tem que desvincular sua conta Nintendo do console ativo atual (uma opção simples presente no menu da eShop) e depois vincular sua conta Nintendo no novo console. Assim, podemos usar os jogos comprados em vários consoles, mas somente em uma console de cada vez e assumindo que temos acesso a ambos ou recorrendo a Nintendo em caso de perda, roubo ou qualquer outra motivo para não ter mas acesso ao primeiro console.

O que não podemos levar entre os vários sistemas são os saves,tanto para os titulos digistais como para os cartuchos. Tanto os dois formatos de jogos aguardam seus saves armazenando-os na memória interna do console e até o momento não foi implementada uma ferramenta ou mecanismo para transferi-los para outro console (algo que já acontece na família 3DS). Vale ressaltar que os saves são o único tipo de dados que obrigatoriamente terá que ser armazenado na memória interna: atualizações e DLC pode ser transferido diretamente para um MicroSD.

A empresa ainda não comentou oficialmente sobre outras questões pendentes a serem esclarecidas sobre jogos digitais e o Switch: a capacidade de baixar jogos do  Virtual Console ou indies já adquiridos para outras plataformas da Nintendo. Esperamos que a Nintendo responda a essas duvidas comum entre os usuários das consoles anteriores quanto ao recurso de emulação de jogos dos consoles anteriores será incorporado no Switch ainda esta em um futuro indeterminado.

Fonte:. Página de suporte ao usuario da Nintendo

Injustice 2 tem Senhor Destino (Dr. Fate) e Eddy Gordo chega ao Tekken 7.

Warner Bros. ha anunciado que Dr. Fate, también conocido en español como Dr. Destino, es la nueva incorporación a la lista de personajes de Injustice 2. Este poderoso hechicero es miembro fundador de la Sociedad de la Justicia de América y destaca por mantener una simbiosis con el Casco del Destino, sus habilidades mágicas y la posibilidad de volar.

En el tráiler que ha servido para presentar Dr. Fate también se puede ver a Cyborg, otro de los luchadores recientemente presentados. Injustice 2 estará disponible el 19 de mayo de 2017 para PlayStation 4 y Xbox One.


Warner Bros. anunciou que o Senhor Destino, é a mais recente adição à lista de personagens de Injustice 2. Este poderoso feiticeiro é um membro fundador da Sociedade da Justiça da América e é conhecido por manter uma simbiose com o Capacete do Destino, suas habilidades mágicas e a capacidade de voar.

No trailer que serviu para apresentar o Senhor Destino você também pode ser visto o Cyborg, outro dos combatentes recentemente apresentado. Injustice 2  estará disponível em 19 de maio de 2017 para o PlayStation 4 e Xbox One.
Eddy Gordo se junta a Tekken 7 em busca de vingança. Este personagem que usa a capoeira brasileira combinado com dança, acrobacia e música, busca cumprir sua vingança enfrentando Kazuya Mishima, cuja empresa não conseguiu salvar ao mestre de capoeira de Eddy, como prometido.

Tekken 7 estará disponível em 02 de junho de 2017 para PlayStation 4, Xbox One e PC via Steam.



1942, Ghosts'n Goblins, Ghouls’N Ghosts e Wolf of the Battlefield: Commando a caminho do iOS e Android.

Capcom anunciou a sua intenção de levar  1942, Ghosts'n Goblins, Ghouls’N Ghosts e  Wolf of the Battlefield: Commando para dispositivos móveis com iOS e Android. A empresa alega que os quatro títulos cheagram a ambos os sistemas ao longo dos próximos meses.

Cada jogo vai permanecer "fiel ao original", ao mesmo tempo ofereceram a opção de jogar em modos que tirem proveito dos dispositivos touchscreen. Além de um modo clássico e casual e uma tabela de classificação, alguns títulos apresentaram a opção o tiro automático.

Square Enix anuncia Data e requisitos de Nier: Autômatos para Windows PC.

Os usuários de  Windows PC não deveram esperar muito mais que os de PlayStation 4 para jogar Nier: Automata. A Square Enix anunciou que o título da Platinum Games estará disponível no Windows PC em 17 de março, sete dias depois do que no console da Sony.

Além disso, a Square Enix também revelou os requisitos para a execução de Nier: Automata. São os seguintes:

Requisitos mínimos (1280 x 720)

    SO: Windows 7 64 bit / Windows 8.1 64 bit / Windows 10 64 bit
    Procesador: Intel Core i3 2100 o AMD A8-6500
    GPU: Nvidia GeForce GTX 770 / AMD Radeon R9 270X con 2 GB de VRAM
    Memoria: 4 GB
    Armazenamento: 50 GB de espaço livre

Requisitos recomendados (1980 x 1080)

    SO: Windows 8.1 64 bit / Windows 10 64 bit
    Procesador: Intel Core i5 4670 o AMD A10-7850K
    GPU: Nvidia GeForce GTX 980 / AMD Radeon R9 380X con 4GB de VRAM
    Memoria: 8 GB
    Armazenamento: 50 GB de espaço livre

Fonte: Gematsu

A realidade mista chegará ao Xbox One e Project Scorpio em 2018

No ano passado a Microsoft anunciou parcerias com diferentes fabricantes para oferecer uma ampla gama de óculos de realidade mista. A meta da empresa é democratizar esta tecnologia para atingir o mercado de massa. Hoje, durante uma apresentação da Game Developers Conference (GDC), a Microsoft anunciou o programa Windows Mixed Reality que foi criado com o objetivo de fomentar o conteúdo dos dispositivos de realidade mista.

Os kits de desenvolvimento do Windows Mixed Reality vai começar a ser enviado este mês, mas o primeiro óculos (que será incluído no kit), apresentado pela Microsoft já foi mostrado. É um dispositivo feito em colaboração com a Acer, que não necessita de sensores externos para funcionar. Além disso, o óculus de realidade mista não tem uma configuração complicada, é plug-and-play.

Os óculos de realidade mista da Acer têm duas telasd de LCD com uma resolução de 1440 x 1440 cada uma e um refresh  90 Hz nativos, possuiem uma saída de áudio de 3,5 mm e são conectados através de um cabo HDMI 2.0 para as telas e USB 3.0 para dados. Não há nenhum preço, mas os modelos mais acessíveis começam em 299 dólares. Além da Acer,  também estão colaborarando com esta iniciativa a Asus, Dell, HP, Lenovo (que já apresentou seu óculos) e a 3Glasses.

A experiência de realidade mista não se limita ao Windows 10, a Microsoft já confirmou que a iniciativa também será compativel com o  Xbox One e Project Scorpio em 2018. Para que os jogadores tenham conteúdo, a Microsoft abriu o programa ID@Xbox para os interessados na realidade mista e também enviará um kit de desenvolvimento aos que  assistiram sua palestra na GDC.


Não se sabe por enquanto o que vai acontecer com as HoloLens, mas parece que por enquanto será reservado ao público profissional, possivelmente, que possivelmente o único que poderá pagar os 3.000 dólares que atualmente custa.

 
Fliperama Games © 2012 | Designed by zeh and Bubble shooter