Nintendo responde às reclamações de alguns usuários do Switch.

Como acontece com qualquer lançamento de um novo produto popular, a chegada do Nintendo Switch na sexta-feira passada nas mãos de seus ansiosos proprietários não ficou isenta de problemas com hardware e dúvidas sobre o desempenho esperado para alguns recursos do console .

Um das  reclamações é sobre o que já haviamos lido antes do lançamento e está relacionada com a deficiencia do Joy-Con (especificamente o controle esquerdo) para manter a sincronização com o console.

Este problema, que aparece devido à interferência de outros dispositivos sem fio, mas também a interposição de obstáculos (incluindo pessoas) entre os controles e o console, a Nintendo esta tratando esse problema com vários artigos de suporte técnico.A  lista completa das possíveis causas em está no site da Nitendo dos Estados Unidos, onde são mencionados especificamente os objetos problemáticos menos óbvios como aquários, cabos e dispositivos USB 3.0.


Outros usuários estão encontrando problemas de conectividade sem fio diretamente entre o console e seu roteador ou ponto de acesso WiFi. Esta ocorrência é comum em muitos dispositivos e conta com algumas respostas no site de assistência da empresa, mas, basicamente, me parece o que seria esperado para qualquer dispositivo sem fio, especialmente em casos que a rede do usuário opera na saturada banda de 2,4 GHz.

Outro problema comum aos dispositivos com quase qualquer tipo de tela é o pixel "morto" ou "preso" (que não ilumina ou que fica permanentemente em uma cor fixa).

Um rumor sobre a possibilidade de que a Nintendo usou telas TN e não IPS  para algumas unidades e foi descartado pela própria fonte do rumos, que recebeu a confirmação oficial de um simples problema de calibração. Alguns usuários lembrão de uma situação de dúvida semelhante com esta do
Switch com algumas unidades do Nintendo New 3DS com diferentes tecnologias de tela.


Outros usuários e sites têm falado de uma possível desvantagem do hibrido Switch, notando que os lados da peça que cobre a tela pode ficar riscado facilmente ao inserir e remover o console a partir de su dock. O problema estaria no uso do plástico para este revestimento (em vez de vidro) e a ausência de um material de protecção no interior da dock.

Uma solução poderia ser a aplicação de um protetor de tela e talvez uma das muitas capas personalizadas oferecidas junto a venda do console, mas as declarações oficiais da propia Nitendo no Reddit nos deixam com algumas paranóias sobre os efeitos desses produtos no acabamento do switch.


De acordo com representantes da marca dbrand, após a realização de inúmeros testes com vários tipos de adesivos e materiais para as skins que pensavam poder ser vendidos para o Switch, os resultados sucessivos da aplicação e retiradas  durante 24 horas das skins dá para ver pedaços do skin agarrado no acabamento do Joy-Cons e da propia console.




No entanto, além das declarações da Nitendo  e seu procedimentos para obter estes resultados, é de salientar que outras empresas como a PDP, responsáveis pelas skins com a licença de The Legend of Zelda: Breath of the Wild, eles se informaram  que o seu produto oficial garante um adequado controle de qualidade validado pela própria Nintendo.

 
Fliperama Games © 2012 | Designed by zeh and Bubble shooter