Intel Lança seus SSD Optane de alto desempenho, que pode ser utilizado como se fosse uma memoria RAM.

Em meados de 2015 a Intel anunciou o desenvolvimento de uma nova gama de unidades SSD profissionais conhecida sob o nome Optane. Esses produtos se caracterizariam por oferecer um desempenho brilhante fruto do uso da tecnologia de memória byte addressable 3D Xpoint, graças ao qual a Intel e seu parceiro Micron querem fornecer dispositivos de armazenamento capazes de funcionar como se fossem grandes módulos de memória RAM. Esta aposta dá agora seus frutos, com o lançamento das placas P4800X.

Feitos para o mercado profissional ( e não apenas o geral, mas para mercados muito específicos), as novas placas Intel P4800X oferecem taxa de transferência seqüencial de 2.400 MB / s e 2.000 MB / s em modos de leitura e gravação, respectivamente. Que é muito bom, mas não uma revolução. O realmente interessante destas unidades é que sua latência foi reduzida  a extremos infinitesimais (10 µs) quando comparados com outros SSDs.

Isto torna possível a realização de um grande número de operações por segundo, mesmo sob condições ideais, quando a maioria dos fabricantes de SSD sempre assumem o melhor cenário possível. De acordo com a Intel, o desempenho des suas placas foi estimado em 550.000 IOPS em modo leitura e 500.000 IOPS em modo escrita. Além disso, as notas do fabricante indicam que sua memória mantém sua latência  ao longo do tempo (o que não é possível no caso de outros produtos).

Outra interessante detalhe de memória 3D Xpoint é que utiliza escrita não destrutiva. Isto significa que os SSDs integram esses chips serão muito mais confiável para uso contínuo ou até mesmo intensivo, com suporte para até 30 ciclos de escrita ao dia em vez de a 0,5 a10 que seria comum. E esse detalhe é o que leva ao que é possivelmente a característica mais notável das placas P4800X: podem ser utilizadas como se fossem memória RAM.
  
Assumindo que a máquina em questão tenha o hardware adequado (atualmente são suportados os processadores Intel Xeon E5-x6xx v2 e E7 x8xx v2 ou posterior), será possível usar um ou mais placas P4800X igual como se fossem módulos memória RAM . Para fazer isso a Intel irá oferecer um software de controle (pago) chamado Memory Drive Technology, que é essencialmente invisível ao sistema e é responsável por combinar a memória RAM DRAM do sistema com o espaço SSD alocados pelo administrador.

A verdade é que a memória das novas unidades da Intel oferecem uma latência e largura de banda significativamente pior do que a DRAM convencional (A Intel diz que o seu software pode otimizar algumas tarefas para fazer com que suas placas sejam ainda mais rápidos em certas condições de uso muito específico), mas em vez disso oferecem quandiadas maiores de memória a um preço significativamente mais baixos. Algo fundamental em ambientes onde a quantidade é muito mais preciosa do que a velocidade. Neste sentido, seria possivel configurar servidores Xeon com até 12 TB de RAM e até 48 TB  de memória em placas Optane.
 

As unidades Optane será dirigidas por agora ao mercado profissional, mas a Intel fará o seu melhor para trazer sua tecnologia de memória 3D Xpoint para o mercado consumidor. Vai levar um tempo.

As primeiras unidades de 375 GB estão disponíveis a partir de hoje limitado a um preço de 1.520 dólares, deixando pendente a sua distribuição aberta para o segundo semestre do ano. Antes disso que colocaram uma placa PCIe de 750 GB e uma unidade U.2 de 375 GB no segundo trimestre, com  uma variante de 1,5 TB prevista para o segundo semestre de 2017. Mas adiante a Intel vai lançar unidades em formato DIMM.
Fonte: Intel

 
Fliperama Games © 2012 | Designed by zeh and Bubble shooter